quarta-feira, 11 de outubro de 2017

GRUPO MUSICAL OS DRAGÕES BRILHOU NO CENÁRIO MUSICAL DA TERRA DOS MONÓLITOS NOS ANOS 60 E 70(século passado)


<>Era o tempo da Jovem Guarda, da brilhantina comprada no Pedrosa e Zeca Metero, dos bilhetinhos apaixonados, dos beijos roubados(tinha mais sabor), de chegar perto do céu na roda gigante do parque do senhor Pedro, dos doces como mel que eram os picolés da sorveteria do Nivaldo, das missas do Padre Zé Bezerra que terminavam logo nos permitindo a paquerar na praça da Catedral. De assistir no "Cine Yara" aos filmes de Elvis Presley e sair pelas ruas pensando se tratar do próprio. E a noite, dançar ao som de "Os Monólitos", "Os Argonautas" e "Os Dragões". Quem viveu no Quixadá daqueles anos foi ao céu sem precisar morrer.

-Na imagem, formação clássica de "Os Dragões: Raimundo, Chinês, Tim Carlos, Nonato, Zé Raimundo, Zé Antônio, Tito Ferreira, Marcelo Amaro, Didi e Tony 

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

NA EQUIPE ESPORTIVA DA CULTURA FM ESTÁ FALTANDO ELE



<>A saudade do comentarista e amigo Everton Lopes continua doendo no coração dos colegas da Cultura FM, dos ouvintes, da família e dos amigos. Mais que um grande profissional era o amigo que orientava os rumos da equipe esportiva da querida emissora católica. O filho do inesquecível casal Nilo Lopes e dona Mocinha foi um profissional correto e amigos de todos. Era como um conselheiro para os irmãos Everardo, Evandro, Das Chagas e Mazé e um pai amoroso de Jaqueline e Lício. De parabéns Audilio Moura, Genivaldo Ferreira, Jonas Lopes, Wanderley Paulino e todo o time da Cultura por ter dado o nome do inesquecível bom caráter a sua equipe esportiva. Sendo assim, sempre lembraremos de Everton Lopes de quem mais que amigos nos tornamos seus fãs. Que bonito é ligar o rádio e ouvir "Esta é a equipe esportiva Everton Lopes"

.Na foto: José, Genivaldo Ferreira, Audílio Moura, Wanderley Paulino e Everton Lopes

MARLIANO QUEIROZ: UMA VIDA DEDICADA A DIVULGAR A OBRA DE FRANCISCO DE ASSIS-O SANTO DAS PESSOAS, DA NATUREZA E DOS ANIMAIS

Marliano e sua mãezinha Neusa
Eterno devoto de Francisco de Assis

Orações de todos os dias

Tempos de escola-1988

Criança feliz
                            <>Num bonito dia de domingo, final dos anos 70(século passado), o casal Manuel Ferreira e Neusa Queiroz carregava o filho de apenas 3 anos de idade nos braços para assistir a santa missa na velha capela do bairro Alto de São Francisco. Ficaram surpresos pelo fato da criança olhar com muito interesse e por um bom tempo para uma imagem de São  Francisco de Assis. Se aproximaram e perceberam que ela começou a sorrir como se conversasse com o querido santo. Era o ano de 1980 e esta criança era  Marliano Queiroz dos Santos que muitos anos depois afirmou não lembrar deste momento, mas que continua um grande admirador daquele homem que amava, cuidava dos leprosos quando todos se afastavam deles, tinha carinho pelos animais e construiu uma igreja para Cristo chegando até a ser confundido com ele, tão grande era o seu amor pelas pessoas. Adolescente, pegava uma vassoura e cuidava da limpeza da igreja tal qual fazia Francisco que varria qualquer igreja que encontrava em seu caminho. Aquela dedicação chamou a atenção do Frei Guido Vieira que passou a confiar ao jovem algumas atividades da capela nascendo daí uma grande amizade. Foi convidado pelo Frei Guido e Padre Valfredo, sacristão e capelão na época, para exercer as funções de coroinha(ajuda o padre a celebrar a missa e outras cerimônias da igreja). Marliano ficou muito feliz e cuidava com muito carinho do altar e de todas as tarefas de sua responsabilidade. A paróquia chegou a contar com 35 coroinhas e  lembra com carinho de alguns colegas como Cícero Gomes, Rafael, Ricardo, Solonildo, René, Glauber, Leidiane, Cristiane, Zezinho, Marília, Fátima, Elianisa, dentre outros. Lembra com emoção e saudade do Padre Mário Bertoldo Nunes Neto que foi um grande orientador e amigo. Ele muito nos ajudou e foi muito dedicado ao nosso aprendizado, lembra emocionado. Marliano nos conta que conviveu com grandes nomes que ajudaram no crescimento da igreja de São Francisco. Afirma que mesmo tendo passado pouco tempo na paróquia, Frei Otacílio foi um benfeitor e conquistou a amizade de todos. Em seguida, Frei Demétrius que ficou durante 6 anos dirigindo os destinos da igreja. No começo dos anos 90, chegou o Padre Aldo que deu total assistência a zona rural e foi o responsável pela construção da capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro no Mutirão. Faz questão de afirmar que Padre Aldo sempre contou com o apoio de Dom Adélio Tomasin no seu empenho em construir capelas para que a palavra de Deus também chegasse nos sertões quixadaenses. Durante 9 anos, Padre Aldo esteve à frente da paróquia de São Francisco. Terminou o tempo do dedicado sacerdote  e começou as atividades de um verdadeiro herói, segundo Marliano, no caso, o Padre Rosalino Vanzin, um gaúcho que conquistou o coração dos fiéis e da própria comunidade pois veio determinado a construir uma nova igreja. Lembra do esforço do sacerdote que juntamente com os fiéis(ou não) tornou possível o sonho de uma nova igreja. Na despedida de Rosalino depois de 10 anos dedicados ao trabalho de evangelização, por volta de 2008 ele foi transferido e na sua despedida muitas lágrimas e uma grande saudade. Merece também destaque a atuação do Padre Valdenor que destacou-se por ser muito envolvido com as famílias e não apenas católicas. Na atualidade, o leme dos destinos do igreja do Alto está nas mãos de Monsenhor Orlando que em pouco tempo caiu nas graças dos paroquianos e dos moradores do bairro. Desde muito jovem, o sonho de Marliano era, era não(ainda é) se tornar um sacerdote pois diz sentir-se atraído por um chamamento de Deus. Este ser humano maravilhoso está com 40 anos e sabe que há um limite para o sacerdócio. Não vamos despertar nosso amigo deste lindo sonho. Entende perfeitamente que podemos servir a Deus de várias formas e que continuará sempre um homem muito religioso.  Ele participa das atividades da paróquia sempre com muita dedicação. Fala emocionado do movimento Liga do Pão de Santo Antônio cujo objetivo é amparar as famílias mais humildes e pessoas idosas. Esclarece que os grandes nomes para o surgimento desta santa atividade foram Maria Sampaio e frei Valfredo na década de 80(século passado). É bom ressaltar que toda terça feira acontece a missa dos idosos quando na oportunidade são distribuídos pães aos presentes. Atualmente, dirige a Liga do Pão de Santo Antônio com muita eficiência e dedicação a professora Carmelita que conta com a colaboração de muitos paroquianos. Não esquece do santo(ele considera) e querido amigo Padre José que foi chamado por Deus em 2009. Lembra que este sacerdote visitava os lares, não apenas de família católicas. Também visitava e dava assistência aos doentes. O sentimento humano é aquele que mais aproxima as pessoas de Deus e Padre José era aquele que não faltava nos momentos de incertezas.
Padre Rosalino-um amigo e orientador espiritual

Padre José-uma grande saudade
No momento, Marliano se dedica a acompanhar o Padre Delci nas comunidades sertanejas e também na zona urbana. Teve, sim,      muitas oportunidades de seguir outros caminhos mas fez a escolha   de se  dedicar a vida religiosa e em especial, colaborar na divulgação  da   missão de São Francisco que é seguir a Cristo e amparar os irmãos mais necessitados. Com certeza, quem necessitar encontrar Marliano, não precisa ir muito longe. Vá numa igreja franciscana mais próxima e com certeza o encontrará. Queria pedir aos meus estimados amigos que não o despertem do seu sonho de se tornar um padre.  Sonhe, sonhe muito, Marliano. Afinal, como alguém já falou por aí, sonhar é melhor que viver. Mereces ser feliz, caro amigo, pois todos os dias dás um sorriso para as pessoas que nem sempre o conhecem. Dizes uma palavra de conforto e esperança. Na sua simplicidade e bondade nem sabes o grande valor que tens. Toda a comunidade quixadaense tem um grande carinho  por este jovem. Ele personifica a grandeza de caráter, a bondade. Na sua grande simplicidade nos mostra que é possível um mundo melhor de se viver
....................................................................................................................................................................... 

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

JOSÉ CARLOS ALVES(o Baixinho) REFERÊNCIA NO RÁDIO LOCAL VOLTARÁ A APRESENTAR SEU POPULAR PROGRAMA

José Carlos Alves é uma brilhante referência no rádio local
 <>"Ele voltou, o boêmio voltou novamente" são versos de um sucesso avassalador do inesquecível cantor Nelson Gonçalves. O popular radialista José Carlos Alves chamado carinhosamente de "baixinho" é um conhecido abstêmio, não ingere bebidas alcoólicas mas voltará novamente ao microfone de uma conceituada emissora de frequência "FM" com o objetivo de apresentar um aguardado programa que dará enfoque especial ao eterno cantor Nelson Gonçalves que só perdeu em popularidade para Roberto Carlos. A informação invadiu a bela cidade e deixou eufóricos os apreciadores da boa música. José Carlos Alves marcou definitivamente seu nome na galeria dos grandes radialistas, pois os programas por ele apresentados sempre se destacaram pela qualidade e por uma incrível audiência que o tornaram bastante popular. Este estimado cidadão nasceu em Fortaleza vindo para a terra dos monólitos no ano de 1960 e em pouco tempo, conquistou um grande número de amigos, sempre participando de ações voluntárias e dando sua valiosa contribuição ao esporte local, pois o futebol é uma de sua grandes paixões sendo torcedor fanático do Fortaleza Esporte Clube e do Fluminense. Aprendeu com os pais Antônio Alves Moreira e a doce Maria José Alves a ser solidário com aqueles que em determinado momento da vida passam por dias incertos e precisam de um ombro amigo. Solidariedade é uma realidade que faz parte da vida de Zé Carlos o que o tornou querido e respeitado. No abandono a que foi relegado o craque Zé Leônidas que tantas glórias deu ao nosso futebol, foi o "Baixinho" que lhe prestou toda assistência necessária, juntamente com sua querida Osmarina, o anjo da guarda de sula vida com quem se casou no ano de 1954, nascendo desta   bendita união os filhos Francisco Carlos, Antônio de Pádua, João Batista, Socorro, Escolástica e Francisco José. O "Baixinho" nos confidenciou que passou por alguns problemas de saúde mas, segundo o próprio, a fé em Cristo e na mãe de Deus lhe deram forças para superar esta difícil fase. Faz questão de tornar público a solidariedade que recebeu do  amigo Quin, seu vizinho e que hoje habita o reino de Deus e também a solidariedade de outros amigos verdadeiros. No momento em que nos fez este relato, lágrimas rolaram em seu rosto  por causa da saudade do grande amigo. Durante algum tempo apresentava seu programa que era levado ao ar pela Rádio Monólitos, diretamente de sua residência o que não prejudicou em nada a extraordinária audiência. Mesmo não tendo nascido na terra dos monólitos, o comunicador pode ser considerado uma joia quixadaense, pois a sua presença e voz podem ser consideradas coisas nossas. Ele é com certeza, uma brilhante referência de nosso rádio. As vozes de José Carlos Alves e de Nelson Gonçalves voltarão a enfeitar nossos momentos tornando-os mais leves e prazerosos. Volte logo baixinho e fique sabendo que somos todos teus fãs.  Aguardamos, ansiosamente, a sua volta ao microfone e melhor ainda, agora em uma frequência "FM". E fazendo alusão a uma célebre canção de Nelson Gonçalves afirmamos que "Depois da boemia é do programa do "Baixinho" que mais gostamos!                                  
José Carlos ganhou popularidade ao apresentar programas com canções do mito Nelson Gonçalves




.........................................................................................................................................................................

terça-feira, 15 de agosto de 2017

ZEZINHO DA AGÊNCIA- AGENTE DA PRIMEIRA EMPRESA DE ÔNIBUS A ATUAR EM QUIXADÁ ERA UMA PESSOA ESTIMADA POR TODOS


A terra dos monólitos é uma das mais bem servidas na disponibilidade de transporte de passageiros que se deslocam para várias partes do Brasil. Destacadas empresas de ônibus atendem pessoas que desejam se dirigir aos mais diversos destinos. Aqueles que necessitam viajar a capital cearense têm a disposição muitos horários e durante todo o dia. Tão diferente daquele Quixadá dos anos 60 do século passado quando apenas duas viagens, nos horários de 5:00 e 14 horas aconteciam  e somente uma agência fazia o atendimento. Localizava-se na Avenida Plácido Castelo, onde hoje funciona uma ótica nas proximidades da rodoviária. O chefe da agência, cargo que conseguiu depois de alguns anos apenas como funcionário sempre trabalhando com seriedade e honestidade foi ocupado pelo esforçado jovem José Viana de Sousa, nascido no então distrito de Serra Azul em 25.01.1925. A forma carinhosa como tratava os passageiros e a todas as pessoas da comunidade fez com que ficasse conhecido em toda a região como "Zezinho da Agência". Aquele local não se limitava a receber passageiros, mas muita gente ali comparecia com o objetivo de pegar jornais e revistas que vinham da capital e traziam as informações do que se passava no mundo todo. A agência pertencia a empresa Redenção, pioneira no transporte de passageiros, fundada no ano de 1936 pelo patriarca José Guilherme da Costa com o objetivo de fazer a linha Fortaleza/Redenção, inicialmente em apenas um horário. A partir do ano de 1957 passou a explorar a linha Quixadá/Fortaleza e merece destaque o fato de não acontecer viagens em tempo de invernos rigorosos. Um detalhe que merece destaque é o fato de que o fundador da empresa cuidava pessoalmente em resolver os problemas ocorridos nas viagens. O Senhor Guilherme, falecido em 1986, tinha grande consideração ao querido Zezinho, inclusive dando-lhe carta branca para resolver os problemas na filial da terra dos monólitos. O senhor Ludgero Guilherme, irmão do pioneiro e que fez nascer a empresa Redentora, também depositava grande confiança no agente quixadaense. Com o passar dos anos, o movimento na agência aumentou de forma considerável e foi aí que o filho de Zezinho, o Lucivaldo, passou a trabalhar naquele local. Ali, meados dos anos 60, a cidade crescia a passos largos surgindo novos bairros, como por exemplo, o Campo Novo, além da ocupação de vários espaços por pessoas que vinham inclusive de outras partes do Ceará. Ao sair do trabalho, Zezinho gostava muito da convivência com os amigos e uma de suas brincadeiras prediletas era colocar apelidos mas apenas naqueles mais íntimos. Gostava de participar de serestas com os amigos e ouvia com atenção aqueles tristes acordes produzidos pelo violão do amigo Ribamar Ribeiro e do bandolim mágico do Mestre Adolfo Lopes. Algumas vezes, se arriscava a cantar uma música de Nelson Gonçalves mas reconhecendo não ter talento para a arte de cantar. Quando dispunha de tempo frequentava o Cine Yara somente na exibição de filmes com Oscarito, Grande Otelo e Zé Trindade. Gostava muito e aplaudia o bloco dos sapateiros e o icônico "Foliões da Bossa Nova", comandado pelo brincante Zé pereira. Sempre lembrava gostar do natal e, na verdade, todos os anos ele participava dos natais na praça, visitando as barracas, especialmente as da dona Luiza Lopes. Enfim, era uma pessoa que gostava de estar perto da família e dos amigos e, quando podia, ajudava aqueles que enfrentavam algumas dificuldades. É do conhecimento de quantos o conheceram o fato de conseguir passagens para aqueles que não tinham condições de pagar. Zezinho foi casado com a bondosa senhora Margarida Rodrigues de Sousa e desta abençoada união nasceram os filhos: Lucia Eleide, Lilrene, Lucivaldo, Teresa Lucielne, Lucinaldo, Lucimary e Lucineuly.Conhecendo um pouco da figura de Zezinho da Agência estamos permitindo aos mais jovens aquele gostinho saboroso de conhecer um Quixadá lindo e maravilhoso que não viveram, mas agora conhecem um pouco. Aos de mais idade,  a saudade daquelas demoradas mas divinas viagens até Fortaleza. Nós, os quixadaenses, sentimos saudades daquele Quixadá ainda pequeno, é bem verdade, mas tínhamos tudo para ser felizes. Hoje, a violência e outros fatores negativos roubam a nossa verdadeira alegria. Só nos resta fechar os olhos e lembrar daquela cidade que mais parecia o céu aqui na terra. Com certeza, lembrar da figura de Zezinho da Agência é ser transportado a um tempo em que tínhamos fé nas pessoas, onde a bondade, a honestidade, o caráter era como se fosse uma lei a ser cumprida. José Viana de Sousa, o inesquecível Zezinho foi chamado por Deus para outras missões que lhe foram confiadas em 7.05.1980 e o seu sepultamento ocorreu sob grande comoção, pois a todos conquistou com sua humildade, sua alegria e um grande amor a família e aos amigos..
Ele conquistou a todos com simplicidade e bondade
Zezinho tinha um grande amor a familia e aos amigos

Os ônibus da empresa redenção eram os favoritos para viagens-retirada da Internet
Sr. José Guilherme em imagem de 1937-retirada da Internet
...................................................................................................................................................................................................................................

domingo, 13 de agosto de 2017

QUIXADÁ MASTER 2017 BRILHA EM COMPETIÇÕES ESTADUAIS

Olhem aí, amigos, as feras do Quixadá master 2017. Estas feras canarinhas conquistam importantes títulos para a terra dos monólitos. Claro que, na categoria que participam. Pela ordem(começando da esquerda): Zé Aldir, Nilclecio, Roberto, Tadeu, Tim, Manoel, Marquinhos, Risone, Pedro, Marquinhos II, Paulo, Sargento Evanildo, Dedé, Major Soares, Pedrinho, Ednardo, Juliano, Sissi, Ary Dinamite, Marcos, Junnior, Mundinho e Cassiano. Caso haja necessidade de correção de nomes, por favor, façam a correção nos comentários

MEMÓRIA DO FUTEBOL QUIXADENSE-IMAGEM RARA DO GUARANI FUTEBOL CLUBE DA TERRA DOS MONÓLITOS

<>Olha aí, amigos, o Guarani do Dedé França na década de 80(século passado). Pela ordem: Adailton, Ary Dinamite, Adamilton, Karlira, Laércio, Didiu, Neto, João Bosco, Erivelton, Paulo, Wellington, Cláudio,II, Cláludio, Gilson e Cóia Zico. Esta equipe participou de diversas competições esportivas sempre obtendo posições de destaque.